Relatório Mensal | Março de 2021

No cenário internacional, após a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhões nos EUA, que incluiu os cheques de US$ 1.400 para a população, aumento nos gastos com seguro-desemprego e funding para vacinas e testes, agora a administração Biden está voltando as atenções para um plano de infraestrutura que pretende renovar estradas, portos, saneamento e pontes no país, além de aumentar investimentos em energias renováveis e capital humano. O governo está propondo um pacote de US$ 2,5 trilhões que será investido ao longo de um horizonte de 8 anos. A proposta inicial para financiar esses gastos é um aumento na alíquota estatutária sobre os lucros corporativos dos atuais 21% para 28%.


As negociações ainda estão no início, e já há resistência dos Republicanos com relação ao tamanho do pacote. Não sabemos qual o volume total de gasto que será aprovado e nem qual será o impacto final sobre a alíquota de impostos sobre os lucros. Porém, o impacto negativo sobre os earnings, devido ao aumento na alíquota estatutária, pode vir a gerar um impacto líquido negativo sobre o crescimento dos lucros das empresas do S&P500, com destaque para setores de tecnologia e saúde, que hoje pagam as alíquotas efetivas mais baixas frente a mediana do índice


Veja a íntegra da Relatório Mensal de Março de 2021.