Carta Mensal | Setembro de 2020

Nos últimos meses, testemunhamos uma vigorosa recuperação econômica em diversas partes do globo. Embora essa recuperação seja desigual --- setores como turismo, aviação, entretenimento e partes do varejo ainda sofrem ---- outras partes da economia ensaiam recuperação. No Brasil, os números de venda no varejo mostram uma forte recuperação econômica nos últimos 3 meses. Em função disso e dado o encolhimento do parque produtivo, a inflação de alimentos e diversas matérias primas se mostra um pouco mais altista na ponta, alterando marginalmente a expectativa dos componentes do boletim FOCUS sobre a trajetória da SELIC em 2021.


Assim, 2020 será com certeza assunto de estudos econométricos e econômicos sobre o impacto e os aprendizados macro econômicos da crise. Embora saibamos que os esforços fiscais e monetários funcionaram como desfibrilador da parada cardíaca econômica, o que ainda não conhecemos são os efeitos colaterais no paciente e seus vícios subsequentes. Desconfiamos desde já, com algum grau de certeza, que o nível de liquidez global acaba criando dependência em alguns mercados. Seguem alguns dos tratamentos e feitos colaterais que identificamos nos últimos meses.


Veja a íntegra da Carta Mensal de Setembro de 2020.