Carta Mensal | Novembro 2019

Em novembro as bolsas globais reagiram positivamente a uma possível trégua na guerra comercial entre China e Estados Unidos. A bolsa americana e chinesa apresentam alta de 25% e 24% no ano, respectivamente.



No Brasil, a alta de 5,49% do dólar foi o movimento que mais chamou atenção. Além dos fundamentos que suportam um dólar mais valorizado (nova política econômica, fim do carry trade e etc.), podemos dizer que houve formação de uma “mini tempestade” que pesou sobre esse ativo, com a frustração do leilão das áreas da cessão onerosa (sem a participação das empresas privadas), o clima mais hostil de alguns países da América Latina e a soltura do ex-presidente Lula.


Veja a íntegra da Carta Mensal de Novembro de 2019.