Carta Mensal | Janeiro de 2020

O mês de janeiro foi marcado pela alta da aversão ao riscos nos mercados, tendo com o suporte o surgimento da epidemia do Coronavírus na China e aproximação das eleições nos EUA. O dólar se valorizou contra as principais moedas, contra o BRL ficou positivo em 5,92%, atingindo máximas históricas e os juros globais fecharam.


As bolsas se mantiveram no terreno negativo, apesar de terem se mostrado resilientes. As curvas de juros globais sofreram fechamento.


O recesso parlamentar deixou a agenda esvaziada no Brasil, deixando os investidores mais focados nos dados de atividade e inflação.

Veja a íntegra da Carta Mensal de Janeiro de 2020.